Meu perfil
BRASIL, Sudeste, Mulher, Portuguese, English, Arte e cultura, Animais








Histórico:

27/05/2012 a 02/06/2012
10/07/2011 a 16/07/2011
05/12/2010 a 11/12/2010
26/09/2010 a 02/10/2010
12/09/2010 a 18/09/2010
02/05/2010 a 08/05/2010
25/01/2009 a 31/01/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
07/12/2008 a 13/12/2008
02/11/2008 a 08/11/2008
10/08/2008 a 16/08/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
20/07/2008 a 26/07/2008
13/07/2008 a 19/07/2008
06/07/2008 a 12/07/2008
22/06/2008 a 28/06/2008
15/06/2008 a 21/06/2008
08/06/2008 a 14/06/2008
01/06/2008 a 07/06/2008
25/05/2008 a 31/05/2008
11/05/2008 a 17/05/2008
04/05/2008 a 10/05/2008
27/04/2008 a 03/05/2008



Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- BOL - E-mail grátis


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


Contador:

Layout:




"VIDAS DA VIDA"

CONT.


Vidas da Vida é a estória de alguém a espera de um reencontro com a pessoa amada, após 30 anos. Talvez a espera de um milagre que mude toda sua vida. Se o milagre acontecerá ou não,vocês verão no decorrer dos capítulos. Só sei dizer que a vida reserva surpresas...

 

CAPÍTULO 5

No ano seguinte ainda fui a Punta nas férias de janeiro, pois não havia ainda perdido a esperança de encontrar Juan.
Procurei pelos lugares que costumávamos brincar, e nada... Na casa dele, agora morava uma outra família . No restaurante, re-encontrei aquele bondoso senhor, que fique sabendo se chamar Senhor Pepe.
 Sr. Pepe vivia lá com sua espôsa, uma senhorinha adorável, mas um pouco faladeira. Me contou que eles moravam anteriormente em Montevidéo, e como seu marido, apesar de estar aposentado, gostava muito de trabalhar, se mudaram para lá, pois era um lugar tranquilo e junto ao mar. E no verão se tornava um lugar movientado e alegre. Eles estavam felizes com a mudança, apesar de estarem longe do filho e dos netos. Ia sempre conversar com eles.
A partir daquele ano ,já não tinha mais vontade de voltar àquele lugar. Meus pais viam minha tristeza e então decidiram alugar nossa casa, não pretendiam vender, pois tinham planos de um dia ,já mais velhos, irem morar lá, quem sabe...!
Os anos iam se passando,eu como era um pouco tímida tinha poucas amizades.A minha melhor amiga era Elisa, que me trazia um sorriso, para eu enxugar minhas lagrimas e uma palavra amiga.
Elisa morava perto de minha casa e estudavamos na mesma sala no colégio.Na verdade, era minha única amiga , uma boa companhia  para todo o sempre,independente de quanto seja este sempre...  Eramos confidentes, íamos ao cinema, às vezes saímos para lanchar, comprar ou só ver as roupas que estavam na moda.


 Elisa tinha 2 irmãs, mas elas não costumavam sair conosco. E eu ,era filha única,tinha mais motivos de me sentir tão só! E quem prefere espontaneamente a solidão a uma boa companhia,como Elisa?
Eu tinha algumas "paqueras",como se dizia no meu tempo. Gostava da adulação, do paparico...E quem não gosta de ser adulado?
 Mas nenhum namoro importante, pois ainda me lembrava de Juan! Ele estava sempre presente em minha memória! Tinha também meus momentos de solidão e nestes momentos pedia: Oh, Deus! traga-me a promessa, para ressuscitar, um passado onde o  meu amor ficou perdido...
E me perguntava, onde ele estaria...

 

CAPÍTULO 6

Aos 17 anos entrei pra faculdade.Optei por fazer arquitetura,era algo que me interessava,tinha facilidade em desenhar e também me interessava por decoração.
 Por ser filha única, me sentia muito presa,vigiada...Elisa não era mais minha vizinha e também não estudávamos juntas, Raramente nos encontávamos...
 O pessoal da faculdade saía à noite, viajavam e meus pais nunca permitiam. Havia uma guerra para não ficar sozinha em casa. Me sentia revoltada e sonhava em ser livre!
 Algum tempo depois, na faculdade conheci um rapaz, Flávio, e na corrida para encontrar a alma gêmea, esqueci de Juan e entreguei  meu coração no primeiro olhar.
 Flávio estava no último ano do curso de Administração. Sua família morava em Gramado, e ele estava na casa de uma tia. Seu pai era dono de uma fábrica de móveis,lá em Gramado. Fábrica esta que ele iria administrar futuramente, pois seu pai tinha problemas cardíacos e precisava trabalhar menos. Flávio tinha uma irmã mais velha que ele. Ela era casada com um americano , morava nos Estados Unidos e tinha duas filhinhas americanas.
 Começamos a namorar, comecei a saborear o tempo da minha vida.Era um gosto muito mais ameno do que havia imaginado, mas tinha um sabor doce,terno e confiante. E poucos meses depois estavamos noivos.
 Ao terminar o curso dele, decidimos nos casar.Era um despertar de rumos,um sorrir pra vida...
 Ele tinha que tomar à frente da fábrica de seu pai. E eu via no casamento, um caminho para a liberdade...Não aguentava mais ser vigiada, não poder fazer o que queria... este era o único caminho...Desejava uma vida que fosse verdadeiramente infinita no tempo...
 Tranquei a faculdade, estava no terceiro ano, pra começar uma vida nova, voltar a estudar lá perto, talvez...Esta nova vida traria as cores do arco - íris, para que eu pudesse atravessar meu destino.
 Na primeira ida à Gramado já fiquei encantada. A apenas duas horas de carro de Porto Alegre, ela foi beneficiada pelo encanto da natureza, que alterva pinheiros com oceanos de hortências azuis, lembrando, talvez, algum recanto da floresta negra, na Alemanha.
 Começamos a procurar uma casa naquele lugar encantado. Meu futuro sogro, um senhor encantador, iria nos presentear com este sonho.
 Encontramos uma linda casinha, toda branca, no meio de um gramado com muitas hortências,aquelas flores perfumavam minha alma.. Era o que sonhavamos!!!
 Começamos a decorá-la, escolhemos detalhe por detalhe, cada objeto lá colocado tinha sido escolhido com muito carinho!
 Mas, apesar da alegria dos preparativos, de vez enquando, ressuscitava um passado onde o amor ficou perdido. Juan surgia na minha cabeça...Onde estaria...?




- Postado por: Maryam às 11h44
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________