Meu perfil
BRASIL, Sudeste, Mulher, Portuguese, English, Arte e cultura, Animais








Histórico:

27/05/2012 a 02/06/2012
10/07/2011 a 16/07/2011
05/12/2010 a 11/12/2010
26/09/2010 a 02/10/2010
12/09/2010 a 18/09/2010
02/05/2010 a 08/05/2010
25/01/2009 a 31/01/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
07/12/2008 a 13/12/2008
02/11/2008 a 08/11/2008
10/08/2008 a 16/08/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
20/07/2008 a 26/07/2008
13/07/2008 a 19/07/2008
06/07/2008 a 12/07/2008
22/06/2008 a 28/06/2008
15/06/2008 a 21/06/2008
08/06/2008 a 14/06/2008
01/06/2008 a 07/06/2008
25/05/2008 a 31/05/2008
11/05/2008 a 17/05/2008
04/05/2008 a 10/05/2008
27/04/2008 a 03/05/2008



Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- BOL - E-mail grátis


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


Contador:

Layout:




CRIANÇAS CURIOSAS

Crianças curiosas narra a curiosidade das crianças que

 viviam numa pequena ilha ,ao sul da Irlanda.


É um CONTO em 3 Partes:

 "A Rosa Verde"; "Halloween na Mansão Misteriosa";

e "Crianças Sempre Curiosas".


As duas primeiras partes até podem ser lidas separadamente,

 porém a terceira parte é a "conclusão" e para ter sentido o

leitor deverá ter lido as duas partes anteriores.


Espero que gostem!


MARY.AM

PARTE 1

A GREEN ROSE

Uma pequena Ilha ao Sul da Irlanda chamada Caroline Montgomery Island ,vivia um povo muito trabalhador e hospitaleiro. A mais bela casa da região ficava no alto de uma colina. Era uma mansão antiga,mas muito bem cuidada. O povo não sabia ao certo quem vivia lá, apenas viam um Jardineiro e sua Esposa que trabalhavam como caseiros , mas que só iam no vilarejo para fazer compras e eram de muito poucas palavras.
Uns diziam que a Mansão era de um velho militar que esteve na guerra,e vivia em cadeira de rodas. Outros já comentavam que era uma senhora muito doente ,que vivia acamada.
Algumas crianças da ilha ,curiosas como quase todas são ,às vezes escapuliam para espreitar a casa,porém nada descobriam.
Certo dia um menino chamado Lucian foi até alto da colina,bisbilhotar ,como costumava fazer nas horas vagas.
Era uma manhã de um belo dia ensolarado. Lucian ao chegar na frente da casa olhou como que atraído para o jardim, e para sua surpresa se deparou com uma bela ROSA VERDE, única, linda e solitária dentre outras flores!
Ficou espantado, pois nunca soubera da existência de uma ROSA VERDE!!! Alguns minutos depois viu o jardineiro com muito cuidado,regando a linda flor!
O menino não se conteve ,voltou para a vila e contou para todos os seus amigos sobre a Mágica Rosa Verde,que havia no jardim da mansão!
A notícia se espalhou e todos da cidade queriam ver a flor, que já diziam ser milagrosa. Uma romaria se formou rumo ao alto colina  para ver a Milagrosa Flor no Jardim da Mansão.
 Entardecia e ao ver a pequena multidão do lado de fora do jardim,olhando através das grades, o Jardineiro e sua Esposa tentaram  dispersar as pessoas, mas todos queriam ver aquela LINDA ROSA VERDE.
O Jardineiro disse a todos que aquela era uma rosa como todas as outras, que não havia nada de diferente nela, porém todos discordavam pois ROSA VERDE , nunca ninguém havia visto!
Já anoitecia, e as pessoas voltaram para suas casas com a intensão de voltar na manhã seguinte para contemplarem a Rosa Verde!
Bem cedo,um grupo de pessoas já  se aproximava das grades do jardim da mansão e para desapontamento geral a ROSA VERDE havia morrido! Viram apenas uma Rosa Sêca e sem Côr, dentre tantas outras belas flores que eles nem haviam reparado no dia anterior.
Perguntaram ao Jardineiro o que havia acontecido com a Rosa Verde. E o Jardineiro não soube dizer, nem sabia da existência de uma Rosa Verde naquele jardim! E respondeu: "ROSAS VERDES não existem!!!"
Foi um burburinho geral,alguns chegaram a dizer que tinham visto sim e que a Rosa era Mágica, outros diziam ser Milagrosa e houve até quem dissesse que o Jardineiro havia tingido a Rosa de Verde ,para chamar atenção do povo!
 Algumas senhoras juravam ter visto,a esposa do jardineiro comprando anilina comestível verde,no armazém da cidade,alguns dias antes!E os acusavam de ter inventado esta Rosa Verde para enganar o povo.
Sómente a professora da cidade defendeu o casal, justificando que os pobres empregados da mansão nem gostavam de ver pessoas próximo a casa, por que fariam isso?!
Naquela mesma tarde,o casal chegou ao vilarejo  numa carroça como sempre faziam. Mas desta vez ,traziam um embrulho relativamente grande,que carregavam com cuidado.  Se dirigiram à escola que ficava nos fundos da igreja e ao serem recebidos pelo pároco e a professora, entregaram  o misterioso embrulho, dizendo que era para ser distribuido entre as crianças da escola na manhã seguinte.
 Ao abrirem o embrulho se depararam com lindos e saborosos Biscoitos em forma de Trevo, todos verdes!!! No dia seguinte seria Dia de Saint Patrick, tão festejado pelos irlandeses,cujo simbolo é um TREVO VERDE! Motivo que levou a senhora a comprar a anilina verde!
 E a ROSA VERDE??? Ela existiu mesmo ou foi fantasia da imaginação de Lucian ,que contaminou à todos ?
Alguns acretitam que havia a tal ROSA , poucos como a professora e o pároco achavam que a imaginação fertil de um menino,contaminou a todos,devido ao mistério que a casa representava para a população do lugar!
 A mente humana é muito fertil...!!!

E você o que acha? Havia mesmo uma ROSA VERDE ou era fruto da imaginação de Lucian?

Conto de autoria de: MARY.AM



- Postado por: Maryam às 15h00
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




PARTE 2

 HALLOWEEN NA  MANSÃO MISTERIOSA

Na misteriosa Mansão do alto colina em Montgomery Island, tudo está em plena Paz, mas as crianças do Vilarejo continuam curiosas a respeito de quem seria o dono da mansão.
Halloween está se aproximando e o menino Lucian, sempre muito cuirioso , na hora do recreio das aulas,combina com seus amigos de irem até a Mansão , pedir doces e ao mesmo tempo, bisbilhotar . Aquela seria uma ótima oportunidade de espreitar a misteriosa casa, sem causar desconfiança nos caseiros.
A professora Alison se aproxima e  pede que todos voltem à sala de aula, pois o recreio havia terminado. Porém, Lucian tinha uma idéia fixa, desvendar o mistério em torno da Mansão, pois ainda acreditava que tinha visto a Rosa Verde no Jardim.
Na tarde do dia 31 de outubro,as crianças do Vilarejo estavam agitadas,para irem de casa em casa , a pegar doces, dizendo "Travessura ou Gostosura!"
Lucian e alguns amiguinhos de classe queriam por o plano em prática. Iriam à mansão pedir doces e "bisbilhotar"! Quem sabe , não vissem o velhinho  na cadeira de rodas ou a tal senhora doente, numa cadeira de balanço , próximo à lareira.
Colocaram suas fantasias e subiram a colina com o intuito de desvendar o mistério. Pela primeira vez , perceberam que a vista de lá de cima era maravilhosa, tinham uma bela visão do mar e também do vilarejo.
Após uns 30 minutos de caminhada chegaram à mansão ,e pra surpresa geral o portão  principal estava totalmente aberto,coisa que não acontecia.
Já anoitecia..., com um pouco de receio, resolveram entrar no jardim, e a para surpresa geral , a porta da sala também estava aberta...!
As luzes estavam apagadas,mas a noite ainda não havia chegado totalmente,então mesmo com medo resolveram entrar,como sempre incentivados por Lucian.
Para surpresa geral a sala estava toda enfeitada com lanternas feitas com abóboras, e a mesa tinha muitos doces,como se os esperassem por lá!

Mas,ninguém na sala !!! Lucian gritou , para que alguém aparecesse: "Gostosura ou Travessura!"... O Jardineiro e a Esposa surgiram , como se tivessem vindo do nada...e disseram que estavam aguardando por eles!
Lucian perguntou: E o dono da casa ,onde está?
E o Casal pediu que as Crianças aguardassem, pois o próprio proprietário fazia questão de distribuir as delícias, pessoalmente! A sala ficava mais escura pois a noite chegava, e o Casal não acendia as luzes, estavam apenas com a iluminação vinda das lanternas de abóboras. As crianças se olhavam entre si, com um pouco de medo, pra não dizer muito medo...
Derrepente o barulho de uma porta se abrindo e o vulto de uma mulher vestida de bruxa surgiu! A pouca claridade não permitia que vissem o rosto da mulher, mas parecia não ser idosa!
E a mulher saldou às crianças dizendo: "Benvindos à minha casa,meninos!"
Aquela voz era familiar aos ouvidos dos pequenos...! Então as luzes se acenderam e para a surpresa geral , era a Senhorita Alison, a professora!!!!


Ao mesmo tempo todos perguntaram: "Professora, O que a senhora faz aqui?!!!"
Sorrindo ela respondeu: "Esta é minha casa, vocês não queriam tanto me conhecer?!!!
Então, a jovem  professora explicou que aquela Mansão era "Casa de Veraneio"  de seus avós, mas que últimamente eles se sentiam cansados para irem para lá.  Por isso, presentearam a Mansão pra ela , sua neta. E a cerca de um ano atrás, ela indo passar uns dias na casa, que não ia desde que era criança, soube pelo pároco que a professora da escola iria deixar a escola e não havia nenhuma outra professora no local. Então ela decidiu substituir a antiga professora!
Ela durante a semana ficava na casa ao lado da escola, por ser mais prático, mas nos fins de semana passava na bela mansão da colina,se deliciando com os Kitutes e as gentilesas do Casal que cuidava da casae que a conheceram ainda menina! A Mansão de "misteriosa" não tinha nada!!!!
E no final todos riram muito e saborearam as gostosuras preparadas pela cozinheira da casa!!!

Foi o melhor Halloween que aquelas crianças já tiveram!!!

A imaginação é mesmo fértil...!!! 

 

(Conto escrito por: MARY.AM)

 (em Outubro de 2008)



- Postado por: Maryam às 14h45
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Parte 3

CRIANÇAS SEMPRE CURIOSAS...

Depois da maravilhosa festa de Halloween na nada "Misteriosa" Mansão da Colina, as crianças do vilarejo,alunas do professora Alison,continuavam curiosas.Agora a curiosidade era a respeito da jovem professora,coisa que até aquele dia não tinha sido despertada.
Lucian ,como sempre, liderava tudo! Era um menino de uns 10 anos e muito esperto,queria sempre saber o "Porquê" de tudo.
No primeiro dia de aula após a festa,na hora do recreio, Lucian reuniu os colegas de classe para especular a respeito da professora. Indagava ele:-"Por que uma moça jovem, bonita,rica, se isolou da família pra ficar naquela ilha, lecionando para crianças?"
Muito estranho,comentavam eles...e Betsy uma das meninas do grupo acrescentou: "E ela ainda passa a semana na casa da escola,que é sem conforto,tendo aquela mansão tão luxuosa pra morar!"
Por que a Senhorita Alison se escondia alí,naquela ilha tão distante de tudo... que só tem um barco que vai para lá três vezes por semana e uma balsa que leva carga,de quinze em quinze dias...! Será que está fugindo de alguém...?
Uma outra criança disse que tinha ouvido falar que a professora era freira,e que fugiu do convento, por esse motivo estava na ilha ,se escondendo!
Outro já disse que ela fora abandonada no altar ,na hora do casamento,e ficou tão desiludida que quis se afastar dos amigos, por vergonha do fato!
A professora notou o burburinho,mas fingiu não perceber e chamou as crianças de volta para aula.
No término da aula , Lucian e Betsy foram procurar o Pároco, para ver se descobriam alguma pista sobre a vida da professora. Indagaram se ele já conhecia a Senhorita Alison,antes dela vir trabalhar na ilha, e se quem pagava o salário da professora.
O pároco fugiu do assunto e disse às crianças,que nada sabia,que deveriam perguntar à propria professora.
Na manhã seguinte ,logo no início da aula ,a professora disse que as crianças teriam uma ótima surpresa, no final de semana,todos iriam passar o dia de sábadoem sua casa , na Mansão da Colina. E que todos teriam uma grande surpresa, que seria muito boa para todos que lá viviam.
E todos ficaram ansiosos,com o passeio e com a novidade que agardavam com ansidade!!!


No sábado pela manhã o grupo de crianças partiu rumo a mansão,chegaram um pouquinho cansados com a subida,mas o jardineiro já estava no portão à espera deles.
As crianças foram encaminhadas para o jardim onde havia uma grande mesa repleta de bolos,doces,sanduiches e sucos diversos!
A professora estava lá aguardando por eles,com um lindo sorriso! Convidou as crianças a lavarem as mãos pois o lanche os aguardava!
As crianças estavam muito felizes e enquanto saboreavam as delícias , Lucian perguntou se eles poderiam conhecer toda a casa por dentro,pois só conheciam a sala. A professora,sempre sorrindo disse que sim ,mas que antes tinha que apresentá-los à uma pessoa !
Nisso, surge no Jardim, um homem alto , bonito de uns 30 e poucos anos, e Alison apresentou às Crianças:" Este é o Doutor Thomas Martin ,ele é médico ,e também meu noivo, vamos nos casar no próximo mês , no recesso das festas natalinas !"
As crianças ficaram mudas e arregalaram os olhos... não sabiam o que dizer...!!!
A professora indagou: "E aí ,crianças! Não dizem nada?!"
Lucian ,com a voz engasgada, perguntou:" A Senhora vai partir? Vai nos deixar?"
Alison sorriu e disse : "Não crianças! Agora que darei a boa notícia!"
E a professora começou a desvendar o mistério que andou deixando as crianças tão curiosas ,durante toda a semana. Começou contando que seu noivo,médico,passou um ano em uma missão na Africa,cuidando da população carente de lá. Por este movivo ela se ofereceu para ficar na ilha substituindo a antiga professora. A escola ,onde eles estudavam, sempre foi mantida com as doações mensais ,feitas por seus avós,que também contribuiam com as obras sociais da igreja . E indagou se eles não tinha reparado que seu sobrenome era Montgomery,como  o da Ilha...
As crianças somente riram, então Betsy perguntou pela novidade. E a professora continuou contando seus planos. Como seu futuro marido o Doutor Martin era médico eles iriam construir um ambulatório para atender a população do Vilarejo gratuitamente. Como a distância  da capital não era tão grande assim, eles poderiam se dividir,a metade da semana passariam na ilha, ela lecionando e ele no ambulatório e a outra metade passariam na capital, pois seu futuro marido era médico de um grande hospital de lá,ele tinha apenas tirado uma licensa para poder viajar neste projeto.E eles também não percisavam se preocupar com as aulas quando ela estivesse ausente, pois a sobrinha do Casal de caseiro da mansão havia se formado recentemente e viria  morar com o marido na ilha,eles iriam trabalhar na escola e no ambulatório,ajudariam a ela e ao doutor e morariam na casa da escola.
"E a senhora?" - Indagou Lucian.
A professora prontamente respondeu que ela e o marido morariam naquela casa,pois era dela, e seu futuro marido já tinha até trazido para ilha,na balsa que havia chegado no dia anterior à noitinha ,um Jipe, para facilitar a locomoção deles pela ilha.
Após a conversa ,o doutor começou a examinar as crianças e disse que conversaria com seus pais na manhã seguinte após a Missa de Domingo, e pediu que ninguém fatasse, pois iria se apresentar ao povo do lugar e dar as "boas novas" !
Aquele sábado foi maravilhoso para as crianças ,que conheceram toda a casa e brincaram muito com o Doutor,que era muito divertido e adorava crianças!
Na manhã seguinte a pequena igreja estava repleta! E o povo daquela pequena ilha agradecia a Deus , por enviar até eles "Dois Anjos" que estavam começando a transformar a vida de todos para que tivessem um futuro melhor...!

" FIM"
(Por enquanto...rss...)


 Conto escrito por: MARY.AM



- Postado por: Maryam às 14h39
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________